Home

História da raça Maltês

É uma raça de pequenos cães, conhecidos por não trocarem seus pelos. O Maltês é um cão antigo, sendo sua origem apenas especulada (de acordo com Darwin, por volta de 6000 a.C.). Acredita-se que ele descende da raça Spitz, encontrada na região da Suíça, embora sua origem exata seja desconhecida. Algumas evidências apontam que o Maltês se originou na Ásia. Porém, geralmente são associados à ilha de Malta, no Mar Mediterrâneo. Mas, independente de sua origem, o Maltês conquistou certa popularidade entre a nobreza europeia ao chegar ao continente.

Padrão da raça

Seu porte é médio e seu peso pode variar entre 2 a 5 quilos. É coberto por uma pelagem longa e lisa, podendo esta ser encontrada na cor branca ou marfim. Sua cabeça e seu focinho são pequenos, e suas orelhas, caídas. Além disso, são cães que podem ser tanto enérgicos, dependendo do ritmo de vida de seus donos. São extremamente brincalhões e leais, fazendo tudo ao alcance para proteger sua “família”.

Malteses podem ser bastante energéticos e são conhecidos pelos seus ocasionais acessos de atividade física, correndo em volta com velocidade máxima com uma agilidade incrível; mesmo assim, eles ainda servem bem para habitantes de apartamentos.

Se você leva uma vida pacata e quer um cão calmo que acompanhe o ritmo dos donos, tenha um Maltês. Mas se você leva uma vida agitada e quer um cão que acompanhe o ritmo dos donos, tenha um Maltês. É essa vantagem que a raça tem sobre as outras, pois é um cão que se molda ao estilo do dono. Gostam de um divertido jogo de pega-e-traz. Estes cães inteligentes aprendem rápido, mas não são relativamente fáceis de treinar. Já que a raça foi criada especificamente para cão de companhia, eles não ficam bem se forem deixados sozinhos por longas horas, a não ser que sejam acostumados desde pequenos a brincarem sozinhos.

A raça tem a reputação de ser bondosa, mas pode ser intolerante com crianças pequenas ou outros cães que não seja de seu ambiente familiar. Eles são muito protetores dos seus donos e irão latir ou poderão morder se animais ou pessoas infringirem no seu território , ou se são percebidos como uma ameaça.

Pelo seu tamanho diminuto, Malteses parecem não ter medo. De fato, muitos Malteses parecem relativamente indiferentes à criaturas/objetos maiores que eles mesmo (à não ser, claro, o seu dono).

Eles estão entre os cães pequenos mais dóceis, ainda que são vívidos e brincalhões assim como energéticos.

Por causa de seu tamanho, Malteses não são uma boa escolha para famílias com crianças pequenas pois eles podem ser facilmente machucados.

É um cãozinho muito calmo, tranqüilo, feliz e carinhoso, está sempre movimentando sua cauda.

voltar ao início