Home

História da raça Yorkshire

A Raça Yorkshire é originária do condado de York, na Inglaterra.

Seu nome, a principio, era Terrier Escocês passando, pouco tempo depois, a Terrier Anão de Pêlo Longo e mais tarde, a Yorkshire Terrier.

As primeiras referências a essa raça são encontradas em 1850 em Yorkshire.


Foi apresentada pela primeira vez num show em Leeds, na Inglaterra, em 1861 e, no fim da época vitoriana, quando o Yorkshire começou a atingir a delicada aparência que tem atualmente, tornou-se o companheiro inseparável das senhoras da aristocracia e da alta burguesia.

Originalmente, ele pesava de cinco a seis quilos; e só depois de um longo processo de seleção genética, que durou pelo menos vinte anos, é que pôde ser considerado como toy.

Da Escócia e da Inglaterra, a raça se difundiu pela Franca, Estados Unidos, Austrália e Japão. Foi introduzido no Brasil em 1966.

Apesar do pequeno tamanho, o York Shire por ser um cão muito ativo e independente, não se pode dizer

que o “colo” seja seu lugar predileto.

Talvez a melhor posição do York seja: perto do dono sim, mas não necessariamente subjugado e em seu colo, apesar de que alguns têm particular predileção ao colo principalmente quando em tempo de frio.

Passear ou viajar com a “família” também deixa um York feliz, pois não se contenta em ser somente companhia, querendo compartilhar de todos os momentos.


O York possui um caráter doce e sociável, que permite levá-lo a todos os locais sem o menor inconveniente.

Seu temperamento carinhoso e afável o torna um grande companheiro, divertido e devotado, para com aqueles que o cercam, particularmente seu dono, de quem adora receber todas as atenções.

Devido a este apego, o Yorkie tem por hábito andar atrás do dono, onde quer que ele vá.

voltar ao início